terça-feira, 15 de outubro de 2013

Recortes da Caixa de Pandora IV

Queria escrever um livro num sopro, que viesse inspiração e coragem para condensar todas as palavras que me foram roubadas.
Num piscar eu poderia reascender outras palavras que ficaram soltas na minha memória, no meu corpo. Algumas palavras estão maquiadas se camuflando entre minha pele e eu nem tenho coragem de trazê-las, embora quisesse, eu quero demais eu sempre quero tudo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pluralize.