quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Reação

Costumamos valorizar aquilo que não temos e por isso, sempre projetamos e nos frustramos.

Nem todo pingo é do "i".

Qual teu verbo?

Entre as etapas adquiridas e subjetivadas a cerca da identidade e o que ela propõe delimito a linha exploratória da essência absorvida.

Uma cor poderia defini-lo, um animal poderia enraizá-lo, mas sua síntese só pode ser concluída a partir das etapas eliminatórias do jogo teatral.

Você teatraliza e pretende, e finaliza, e se perde, e se encontra.

Encarne a cor que te faz ser sublime, entra no teu "self", brinque com o título de "alfa", extrai a significância do devorar e decifrar, não te camufles de Esfinge, mas constrói teu reino, tuas idealizações põe em prática.

Queres espaço, então lute entre as arestas, pois o diâmetro do total só pode ser concebido pela extração da hipotenusa, a qual teu 90°pode superar os 360°.

Civilizar ou desconstruir o homem?

Na verdade é preciso humanizá-lo.



Um comentário:

  1. Cara...
    As vezes costumo ler alguns blogs, infelizmente tenho uma pré-disposição pelos informativos, marginalizando os que não o são. Mas ultimamente e sempre, errar tem me ensinado quem posso ser. E posso ser alguem que expande seus horizontes, seu blog é informativo sim! Aprendi um pouco sobre mim lendo um pouco o que é vc.

    ResponderExcluir

Pluralize.